to be committed


Namorar:

v. tr.,
procurar inspirar amor a;
pretender o amor de;

fig.,
atrair, seduzir;

v. int.,
inspirar amor a;
ter namoro;
afeiçoar-se;
agradar-se (de alguma coisa);
apaixonar-se.


Amar:

v. tr.,
ter amor a;
gostar muito de;
desejar;
escolher;
apreciar;
preferir;

v. int.,
estar apaixonado.


Procurei no dicionário, que hoje a dúvida assolou-me!

feliz natal mundo



Natal. O único dia do ano em que nos juntamos e recordamos quem tão importante é. O único dia em que damos as mãos e sorrimos. O único ano em que esquecemos dicussões e arrufos.

A todos os meus amigos, a todos os familiares meus e espalhados pelos 4 cantos, a todos que amo - ao mundo - um Feliz Natal.

Uma Noite serena...

hello stranger...




'-You came to, you focused on me, you said, Hello, stranger.
-What a FLOOZY!'


Didn't fancy my sandwiches?
Don't eat fish.
Why not?
Fish piss in the sea.
So do children.
Don't eat children either.

nothing really ends

'...So I'm asking you now
could it possibly be
that you still love me?'



[quando não consigo escrever nada melhor que isto]
Ao sabor de um cigarro à pequena luz do fim do dia, olhei para o chão...tanto espalhado, aos pés, pedaços de cada 'coisa' que um dia fizeram parte. Estão agora no chão [uma chaga para lembrar que há um fim] - quando César Augusto tinha o império de Roma será que por alguma vez lhe passou pela cabeça que não duraria para sempre?
Colónias e províncias geograficamente instaladas para produzir o melhor bem, e melhor distribuí-lo - o que se sente. E, no entanto ruínas.
'Não há bem que sempre dure nem mal que nunca acabe' - os ditados que dizemos sem perceber patavina do que sabem - até tão longe que vão na imaginação de quem surdo, cego e mudo ama.
Como um peixe-balão, um copo enche até molhar a mesa. Alguém que dá, continua a dar e sempre dará espera receber, continuar a receber e para sempre assim continuar. Como chegamos ao limite - não sei. Sentada, fumo e continuo a olhar para o chão

'I once told a friend
that nothing really ends
no one can prove it' [?]
'Por que queres tu que os meus lábios sejam só teus?
Porque só eles são iguais aos teus.
E para que serve o amor, diz-me já.
Serve para perder o medo.' [Pedro Paixão ' Muito, meu amor']

'You lost that feeling
You want it again
More than I'm feeling
you'll never get
You've had a go at
all that you know
You lost that feeling
so come down and show'
[dEUS | Nothing really ends - (private joke) a apresentação do
Klaas no vídeo nada tem de intencional]

strangers




'Entramos no mundo sozinhos, e dele saímos sozinhos. E tudo o que acontece no entretanto? A nós próprios o devemos - encontrar uma pequena companhia. Precisamos de ajuda. Precisamos de apoio. Caso contrário, ficamos sozinhos. Estranhos. Desligados uns dos outros. E esquecemos...O quanto próximos estamos.

Então, em vez disso, escolhemos o amor. Escolhemos a vida. E, por um momento, sentimo-nos um pouco menos sozinhos.'
Grey's Anatomy
Infinity - Inara George and Bryony Atkins

don't explain...

...unless you're mad
don't explain.



Numa noite de fios dourados, girafas, máscaras e vultos diminuídos pelo tempo, fechei os olhos e tentei parar as lágrimas que caiam sem hora para terminar. Riam de mim, imagens durante uma vida arduamente esquecidas (?). Nem a luz do dia chegou para passar os dedos pelo cabelo e dar o beijo do amanhecer. Pára, um cigarro, recomeça. Esgotada, fechei os olhos, já sem a vontade de dormir, mas só a vontade de repousar um corpo estourado, uma alma que rasteja [as horas passam mais rápido] - recomeça.
Protegi-me com uma armadura imensa, e transformei o soldado numa concha vazia perdida no meio do areal. Esquecida, rendida, linha plana. Não quero estar aqui.
Mostra-me o quanto eu te amo [e traz de volta o meu sono].
Chegou a tua vez - porque não quero razões para mais nada.

My love, my love, my love
Don't explain
There is nothing within me now to gain
You know that I love you
Look at what loving has done
All my thoughts were real
And so sincere
I was so completely yours

my sweet november rain



Por que hoje estou doentinha,
porque estou farta de estar metida em casa,
e porque me apetecia levar com o vento de Novembro na carinha,
porque é o melhor mês do ano,
porque é o mais lindo,
e porque se fez história na minha vida quando ouvi esta música pela primeira vez....
dói de fantástica...

GN'R since 1992

A propósito do controverso novo álbum dos grandes Guns N' Roses, Chinese Democracy: ouvi do início até ao fim... e simplesmente tive vontade de ver e ouvir de novo este vídeo.
Porque, apesar do esforço, são estes os únicos, e não se compara.... :)

Para quem nunca apreciou por aí além - vai gostar do novo álbum, porque não está mau, mas para quem amava os Guns - uma decepção....



Sweet Child O'Mine

la noyee



Pequenas coisas dolorosamente saborosas....um vermelho vivo na minha vida :)

adoro-nos(vos)*
Senhores e Senhoras:
a LEGISLATUNA - Tuna Feminina da Faculdade
de Direito da Universidade do Porto

you know that I could use somebody



I've been roaming around
Always looking down at all I see
Painted faces, fill the places I cant reach

You know that I could use somebody
Someone like you, And all you know, And how you speak
Countless lovers under cover of the street

You know that I could use somebody
Off in the night, while you live it up, I'm off to sleep
Waging wars to shape the poet and the beat
I hope it's gonna make you notice
I hope it's gonna make you notice

Someone like me



só hoje porque assim me sinto
I've been roaming around,
Always looking down at all I see

enquanto houver estrada para andar...


Um novo rosto que dei a este bichinho tão estimado que tanto gosto e com o qual tanto aprendo (ou pelo menos vou tentando aprender).
Novas cores, para ver se anima, um calendário com pessoas, e a Fake Empire dos National... é o melhor de mim que hoje consegui dar :)

Entre as semanas que passam agora lentas de mais e depressa de mais, sem nada de propriamente bom a recordar, sentada na cama, com o pc no colo e ainda de pijama, entrei em letargia, e assim ficarei se me permitirem. Desanimada, tristonha e cansada...mas enquanto houver estrada para andar, cá estou!...


'Turn the light out say goodnight
no thinking for a little while
lets not try to figure out everything at once
It’s hard to keep track of you falling through the sky
we’re half-awake in a fake empire'

YES WE CAN!



It was the call of workers who organized; women who reached for the ballots; a President who chose the moon as our new frontier; and a King who took us to the mountaintop and pointed the way to the Promised Land.

yes we can.

:D:D

longe do mundo



perdida, esquecida, eu oro aqui

all these things that I've done



I've got soul but I'm not a soldier!!!!

o cheiro da minha rosa

Em horas de sono perdidas procurei encontrar letras que juntas sentissem alguma coisa. Palavras que, de uma qualquer forma, acalmam a alma. Frases que sossegam a respiração.
Tudo o que a tinta escreveu - nada. Borrões manchados num papel que suportou a raiva da saudade de dias que não voltam nunca mais. Esperei em vão. Desesperei quieta.
Poucas palavras sempre tive. Menos foram as que ofereci. A ingrata da vida lembrou-me que são cuspidas.
Mas a saudade atraiçoa , a sensação única e tão doce de levitar deixa sempre escapar aquelas mesmas palavras que dão toda a forma ao rascunho. Só para ter a certeza que percebem a mensagem.
Esqueci agora tudo o que ouvi. Esqueci todas as letras. Senti o cheiro, levitei e tremi - só.
Lembrei o sorriso envergonhado, um primeiro beijo e um abraço que me trouxe de volta à vida.

Passado, lembranças e saudade - só.
Abri o livro e cheirei pétalas sem cheiro [caí].

Hoje, e só hoje dava o mundo para ter uma rosa no para-brisas. Uma rosa a substituir palavras.

Não tive porque não mereci. Um demasiado que é pouco. E tudo desapareceu....o cheiro da minha rosa.

em queda livre


'Quem me dera encontrar o verso puro
O verso altivo e forte, estranho e duro
Que dissesse a chorar isto que sinto!'
Florbela Espanca


Hoje ninguém me ouve. Sou muda. Surda. Triste. Só no meu canto. Continuo à espera que a parede caia e que sintam a minha falta.

...em queda livre...

'Am I strong enough to be the one? I can make it. Help me get down. And if all of our days are numbered,then why do I keep counting?' | The Killers

My List - The Killers
'Don't give the ghost up
Just clench your fists
You should have known by now
You were on my list '

both sides, now


Joni Mitchell | 'Both Sides, Now'

Rows and flows of angel hair
And ice cream castles in the air
And feather canyons everywhere
I've looked at clouds that way
But now they only block the sun
They rain and snow on everyone
So many things I would have done
But clouds got in my way
I've looked at clouds from both sides now
From up and down, and still somehow
It's cloud illusions I recall
I really don't know clouds at all

Moons and Junes and Ferris wheels
The dizzy dancing way you feel
As every fairy tale comes real
I've looked at love that way
But now it's just another show
You leave 'em laughing when you go
And if you care, don't let them know
Don't give yourself away

I've looked at love from both sides now
From give and take, and still somehow
It's love's illusions I recall
I really don't know love at all

Tears and fears and feeling proud
To say "I love you" right out loud
Dreams and schemes and circus crowds
I've looked at life that way

But now old friends are acting strange
They shake their heads, they tell me I've changed
Well something's lost, but something's gained
In living every day

I've looked at life from both sides now
From win and lose and still somehow
It's life's illusions I recall
I really don't know life at all
I've looked at life from both sides now
From up and down, and still somehow
It's life's illusions I recall
I really don't know life at all


Procuro todos os dias lembrar-me das pequenas dádivas. Só porque é a única forma de me levantar da cama. Comover-me, rir, chorar, berrar, brincar. Fazer desenhos ridículos, escrever frases sem sentido, que na altura me parecem camonianas. Cheirar o sabonete antes de entrar no banho e sorrir para as velas acesas no quarto.
Hoje faço um esforço maior. E custa-me especialmente a alma. Hoje lembrei-me de me lembrar de gostar. Uma espécie de tristeza maior que corre no corpo que me faz esquecer de sentir, de amar, de gostar, de saber o que sempre foi certo.
Uma dádiva da minha vida foi e é a voz da Joni Mitchell, as palavras seriamente unidas, e o prazer de tantas lágrimas quando a ouço. A minha doce educação emocional na figura desta linda senhora.
Porque hoje I really don't know life at all.

i am sam



porque vi novamente o primeiro filme que me fez chorar, e que me lembrou o que era amar.

debaixo dos caracois dos seus cabelos



'Um soluço e a vontade
de ficar mais um instante'

é tão bom...um infância assim...

Objectivos cumpridos, rumo à maravilha do salto. Esta semana passou a voar, e com amigos recordei as horas em que uma miúda de cabelos aos caracóis e olhos escuros, ria em frente à tv e cantarolava letras que a deixavam inteiramente feliz. A mesma felicidade pura que só as crianças sentem. Agarrada ao boneco do topo gigio, ao peluche da pantera cor-de-rosa e à fralda gasta pelos anos...a doçura de um tempo que não volta, mas que tão bem sabe recordar... :) a geração de 80 - a melhor de todas!

O meu bocas :)


'Era uma vez os 3, os famosos moscãoteiros, do pequeno Dartacão, tão bons companheiros!'


Vitinho - 'Boa Noite, dorme bem! Sonhos lindos! Adeus e até amanhã!...'

Os únicos Marretas ;)

Topo Gigio - 'Não sou rato da cidade, nem do campo, nem do espaço!'

O Babar

Wickie!

Tom Sawyer (quem é que ainda não correu à Tom Sawyer?!)

A Rua Sésamo! Tenho orgulho em ser uma vaca - o que nos ensinavam! lol Tenho um badalo como o meu pai :D

O TOP 2:

'DIZ-ME PORQUE É QUE SOU TOU FELIZ...AVOZIIIIIIIIINHO!!!!'

E



'É tão bom uma amizade assim, ai faz tão bem, saber com quem contar, eu quero ir ver quem me quer assim, é bom para mim é bom pra quem tão bem me quer!'
- Os Amigos do Gaspar

isto só dá mesmo ainda para uma parte 1.... fenomenal....

o amor é a verdadeira sacanagem



'Sabe o que é melhor que ser bandalho ou galinha? Amar. O amor é a verdadeira sacanagem.'


Tom Jobim

:))))))))))))

ashes to ashes

TENHO TANTAS SAUDADES DESTES SENHORES...



Smiling with the mouth of the ocean
And I'll wave to you with the arms of the mountain
I'll see you

e do Mike Patton também :)
que nostalgia manhosa...

roads



Oh, can't anybody see
We've got a war to fight
Never found our way
Regardless of what they say

How can it feel, this wrong
From this moment
How can it feel, this wrong

I got nobody on my side
And surely that ain't right


Uma das músicas que mais gosto...de 1994, o que prova que a idade não anda para trás. Não sei porque não a ouvia há tanto tempo. Se calhar porque não houve momento algum que me fizesse arrepiar tanto a ouvi-la como agora. Momentos de uma vida. Portishead, e a sua incomparável e inigualável Beth Gibbons - uma inspiração num suspiro.
From this moment
How can it feel, this wrong

legend of my fall


Hoje cansei-me de te procurar. Senti que estavas ao meu lado. As paredes cheiravam a ti. Vi o teu vulto em cada virar nas ruas. Gritei vezes sem conta pelo teu nome. Senti a minha alma a adormecer e com todas as forças que me restavam voltei a gritar o teu nome. Não me respondeste. E fiquei à espera. Continuei a sentir o teu cheiro. Consigo ficar uma vida a gritar por ti. Não vais responder. Eu fico, sinto, cheiro e a alma adormece.

The Ludlows - James Horner/The London Symphony Orchestra


Espero. Não que chegues. Mas que voltes para mim.

'Some people hear their own inner voices with great clearness and they live by what they hear. Such people become crazy or they become legends.'

the last kiss


'What you feel only matters to you. It’s what you do to the people you say you love, that’s what matters.'
Tom Wilkinson 'The Last Kiss'

a box I choose


In the shape of things to come.
Too much poison come undone.
Cuz there's nothing else to do
Every me and every you.

i'm a new soul :)



I'm a new soul
I came to this strange world
Hoping I could learn a bit bout how to give and take.
But since I came here,
Felt the joy and the fear
Finding myself making every possible mistake

This is a happy end
'Cause you don't understand
Everything you have done
Why's everything so wrong?
This is a happy end
Come and give me your hand
I'll take you far away

Realidades concretizadas, metas atingidas e sonhar que é bom! A vontade há, o prazer em melhor fazer e a conquista de mais sonhos aproxima-se. Só sinto falta agora da vontade de sorrir. Mas não posso querer tudo.

THIS IS A HAPPY END.

'Ninguém consegue chegar lá. Mas tu deves de quando em quando descansar, e sorrir só de o pensar. Tem confiança nos teus pés que sabem andar e não os foi preciso ensinar. Não é preciso chegar lá. As coisas são como são e nós estamos cá.'
Pedro Paixão 'Viver Todos Os Dias Cansa'

Yael Naim 'New Soul'

feeling like I needed you



'How did I get to accident and emergency?
All I wanted was you to take me out high
And I was feeling lonely, feeling blue
Feeling like I needed you
Like I hoped you'd call and hoped you'd see me
A&E'

Goldfrapp 'A&E'
uma boa surpresa


sail to me candy

'Here is the deepest secret nobody knows. Here is the root of the root and the bud of the bud and the sky of the sky of a tree called life; which grows higher than soul can hope or mind can hide. And this is the wonder that's keeping the stars apart... I carry your heart, I carry it in my heart.'

'We had a lot going for us. We'd found the secret glue that held all things together. In a perfect place, where the noise did not intrude, our world was so very complete.'




Foi o Tim Buckley, foi a tua cabeça encaixada no meu ombro, foram as palavras demasiado perfeitas para caberem na vida real, foram os teus dedos a passarem no meu braço, foram os cigarros fumados na cena perfeita, foste tu, és tu que tornas tudo isto tão especial. Pequeninas moléculas do meu estar que me tornam sempre possível o viver a saber a ti.

para o único homem que faz virar o mundo*

apenas duas palavras, um artigo formavam resposta universal



'Tento ter a força pra levar o que é meu 
Sei que às vezes vai também um pouco de nós
Devo concordar que 'as vezes falta-nos a razão
Mas nem no que há razões para nos sentirmos tão sós
Vem fazer de conta, eu acredito em ti
Estar contigo é estar com o que julgas melhor
Nunca vamos ter o amor a rir para nós
Como queremos nós ter um sorriso maior '

Da Weasel e Manel Cruz 'Casa (Vem fazer de conta)

'muda teu mundo, que eu mudei o meu'

good enough



Drink up sweet decadence
I can't say no to you,
And I've completely lost myself, and I don't mind
I can't say no to you

Shouldn't let you conquer me completely

Now I can't let go of this dream
Can't believe that I feel...

Good enough,
I feel good enough
It's been such a long time coming, but I feel good

And I'm still waiting for the rain to fall
Pour real life down on me
'Cause I can't hold on to anything this good enough.
Am I good enough for you to love me too?

So take care what you ask of me,
'cause I can't say no

perdida em nós
trata bem de mim.

o jogo



Mais um dia em vão no jogo em que ninguém ganhou
Dá mais cartas, baixa a luz e vem esquecer o amor
És tu quem quer, sou eu quem não quer ver que tudo é tão maior aqui
Está frio demais para apostar em mim

Vê que a noite pode ser tão pouco como nós
Neste quarto o tempo é medo e o medo faz-nos sós
És tu quem quer mas eu só sei ver que o tempo já passou e eu fugi
Que aqui está frio demais para me sentir...
Mas queres ficar...

Tudo o que é meu é tudo o que eu não sei largar
Queres levar tudo o que é meu e tudo o que eu não sei largar...
Vem rasgar o escuro desta chuva que sujou
Vem que a água vai lavar o que me dói
Vem que nem o último a cair vai perder...


'Tudo o que é meu é tudo o que eu não sei largar' - qualquer estranheza de sensações que me entorpece a alma. Qualquer espécie de delírio que paralisou os sentidos. Uma dúvida que pairou. Um arrepio que colou a língua ao céu da boca e cerrou os dentes. Ainda não passou...
'já é dia e a luz está em tudo o que se vê
cá dentro não se ouve o que lá fora faz chover
na cidade que há em ti encontrei o meu lugar
e é em ti que vou ficar.'

and so it is..



I can't take my eyes off of you
And so it is
Just like you said it should be
We'll both forget the breeze
Most of the time

demasiado tudo. and so it is..

cheap and cheerful




I'm bored of cheap and cheerful
I want expensive sadness
Hospital bills, parole
Open doors to madness

I'm sick of social graces
Show your shark-tipped teeth
Lose your cool in public
Dig that legal meet

It's alright (it's alright)
To be mean (to be mean)
It's alright (it's alright)
To be mean (to be mean)

I want you to be crazy
'Cause you're boring baby when you're straight
I want you to be crazy
'Cause you're stupid baby when you're sane

Mais uma vez falta o chefe a dançar isto que nem maluco...
Tenho dito! É tudo!

espelho = 1


'Era o silêncio sobre a terra. O mundo estava preparado. No seu lugar, cada objecto esperava o início. O sol esperava. O mundo estava preparado e suspenso.


Ele e ela caminhavam na rua. Pensavam em qualquer coisa que não era nem a terra, nem o sol, nem julho. A rua ficou deserta quando se aproximaram. Esqueceram aquilo em que pensavam. E o lugar das ideias que tinham ficou vazio de tudo menos daquele instante igual, a divisão de um instante, um instante espetado dentro de um instante, o mesmo ponto de tempo em que olharam um para o outro. Dentro daquele momento, como dentro de toda a eternidade, aquele foi um ponto de tempo feito de terra e de sol e de julho. E o tamanho da terra entrou pelos seus passos. E o sol entrou pelos seus olhares.'

José Luis Peixoto, Antídoto


A partir daqui...a vida - num momento de terra e sol.

ad finem
parabéns*


onde estará o meu amor?



Saudades de ter certezas acerca das coisas e de tudo que rodeia o pequeno ser sempre perdido no mundo. Feridas que ficam sempre e destroem sentires que não merecem tamanha amargura.
Sossega. Tudo está bem. Deita a cabeça sob a almofada e tenta adormecer...logo que os fantasmas parem de rir esgazeados na alegria de quem troça de feridas que ainda sentem dias que doem.

Onde pára o sentir que já se sentiu? Por que tudo é mais intenso e os medos maiores? A noite presa a memórias, e só chamam por ti. Se ao menos tudo estagnasse, e as horas fossem iguais e os dias empregnados pelo sabor de quem ama pela primeira vez - o receio fugia e entravas pela porta e sorrias.
Que nunca as palavras te custem, que nunca um beijo seja pedido, que nunca o relógio bata as horas, que nunca deixes de sorrir, que nunca deixes uma carícia por sentir, que nunca deixes a mão por agarrar, que nunca deixes um abraço fugir, que nunca um suspiro retenhas - com 'nadas' se constrói uma história.
Ainda murmuro segredos ao silêncio e tenho medo que ele não os saiba guardar... não quero que ninguém saiba como te amo...tomariam-me por demente.

Sossega...deita a cabeça na almofada. Sossega, tudo está bem. Que nunca deixes de sonhar porque ao teu lado vou seguir.

ad finem tua
homem, como sinto a tua falta


(Há algum tempo atrás uma amiga muito querida que conhece demasiado bem as amarguras desta vida e consegue dar valor de lágrima no olho a poemas e melodias como esta, lembrou-se de mim e deu-me a conhecer esta pequena pérola da música e da língua portuguesa...e claro está que adivinhou que ia amar...bruxa! Obrigada pequenina!)


e por vezes


'E por vezes as noites duram meses
E por vezes os meses oceanos
E por vezes os braços que apertamos
nunca mais são os mesmos E por vezes

encontramos de nós em poucos meses
o que a noite nos fez em muitos anos
E por vezes fingimos que lembramos
E por vezes lembramos que por vezes

ao tomarmos o gosto aos oceanos
só o sarro das noites não dos meses
lá no fundo dos copos encontramos

E por vezes sorrimos ou choramos
E por vezes por vezes ah por vezes
num segundo se envolam tantos anos.'

David Mourão-Ferreira

O meu segundo de ontem - a sombra da casa em que nasci.

while



Sweet little words made for silence
Not talk
Young heart for love
Not heartache

Perdida de cansaço, zangada de saudade e irada contigo.
Dias e horas que se resumem simplesmente a isto...

Senta-te comigo, sorri-me, diz-me olá. Arranca os meus braços e envolve-os na tua cintura. Arranca a minha cabeça e encosta-a a ti. Cheira-me o cabelo. E fica assim comigo.
Tenho umas mãos moldadas, e um sorriso estereotipado que só existe quando te sinto. E o mundo torna a desabar...Desapareceste e fiquei aqui.


'Nada' - ainda tenho beijos à distância do teu braço. Basta puxar-me.

bye bye beautiful

to grow up - o complexo de peter pan



Depois de meia semana , pergunto-me hoje:

MAS VALE A PENA CRESCER?!

É que não gosto mesmo nada ser crescida... estou com sintomas de Peter Pan, e aviso, desde já que não consigo ouvir moralismos e que não tenho razão! :D

A faculdade ainda não acabou....estudar para as cadeiras que faltam fazer....
levantar cedo...
pensar no que vou vestir, por forma a não parecer uma bandalha....
recusar a tentação de pegar nas levi's rasgadas e na t-shirt branca que tanto gosto...
pentear-me (!!!!!)
arranjar unhas (!!!!)
tentar não cair para o lado nos saltos altos e com a pasta com chumbo....
meter-me no carro...rumo ao escritório...tentar não parecer uma maluca a cantar alto...
arranjar O estacionamento...de preferência junto à entrada - uma utopia
'Bom dia!'
'Bom dia doutora! Está com um ar tão cansado!'
'Pois, não dormi muito...mas está tudo bem, obrigada!'
alapar o rabo na cadeira...
(queixei-me de nunca ter visto um processo....socorro....começo a ficar um pouco nauseada perdida na ilha dos processos)
CAFÉEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE
olhar para os números...confirmar números.... ah espera lá que acho que não introduzi bem os dados...volta a confirmar números....'ah, já esta! boa!' um despachado....suspiro
'epah, ainda são 11 horas...'
CAFÉEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE
'Doutora, um processo para si... ah! ja fez isso tudo...acho que começo a odiá-la!'
'Boa, tenho tempo para perder a cabeça e comer uma sandes!'
Triiiiim Triiiiim 'Estou mana, olha ligaram-te da Tuna X?! É que estamos a fazer X ...o que é que eu faço?!'
MSN: 'lau, estás aí?! ' ?X acabou de pedir a sua atenção! 'Lau, preciso da tua ajuda,....como é que faço isto?!'... desliga o msn 'aparecer como offline
Triiim Triiim 'Estou Magi! Olá! Vens ao ensaio?! Olha e vamos jantar?! Olha...pi pi pi pi pi pi .....'
Telemóvel - perfis - silêncio
Doutora... 'ainda não sou licenciada...' 'deixe lá é doutora na mesma!'
tentar não parecer uma inútil, que é como todo o advogado-estagiário se sente
pergunta....- o vazio cerebral
17:00h... caféeeeeeeeeeeeeeeeeeee....
18:00h 'YEAH!'
'estou ju, hoje não posso ir ao ensaio da Tuna....tenho que estudar'...
apetece-me dormir....
'não...vou fazer surpresa ao mais que tudo...10 minutos...estaciona...'oh, e se agora ele sai com uma loira..estou tramada... estuda enquanto esperas....
18:40h ... sai sozinho...ufa...:) namorar um bocadinho...casa
apetece-me taaaanto dormir....
19:30h pega nos códigos...pega nos apontamentos 'lau estuda! Responde direito as coisas! Não és burra!'
23:00h ' Estou amor, tenho reunião....vai acabar tarde...'
03:00h fecha livros....cama
08.30h despertador pi pi pi pi pi pi pi pi

sexta-feira...

18.00h 'Yeah! Sexta-feira! Oh...vou trabalhar a noite.... socorro....'

Perante esta vidinha de sonho pergunto-me 'PARA QUÊ CRESCER?!'
Já com saudades de tudo... posto isto... VOU BEBER!

alguém quer vir vadiar?!?! por favor....

i miss you



To see you when I wake up
is a gift I didn't think could be real
To know that you feel the same as I do
is a three-fold, utopian dream
You do something to me that I can't explain
So would I be out of line if I said
I miss you
I see your picture, I smell your skin on the empty pillow next to mine

You have only been gone ten days, but already I'm wasting away
I know I'll see you again
whether far or soon
But I need you to know that I care
and I miss you
I miss you

:(

um império de J.Cash



What have I become?

My sweetest friend
Everyone I know
Goes away in the end
And you could have it all
My empire of dirt
I will let you down
I will make you hurt
If I could start again
A million miles away
I would keep myself
I would find a way


Hurt - Música original dos Nine Inch Nails, escrita pelo vocalista Trent Reznor.
Esta é simplesmente a melhor cover que alguma vez ouvi. Gosto mais do que do original. Não sei se por cantada por quem é, ou se por parecer escrita por ele, ou se simplesmente soa melhor.

Como tal, hoje faço um pequeno tributo ao conhecido 'homem de preto' da música country. Não sendo eu, uma especial fã deste género musical, devo dizer que em termos de música fui bastante bem criada pela mãe Madalena. Por entre acordes de Janis Joplin, Joan Baez, acordes de Elvis Presley, Beatles, e muito por aí fora, o grande Johnny Cash parece ter ficado na memória e no coração da infância.

Podia falar da biografia do mesmo, e das atribulações desta vida, mas daria um enorme enorme post... É já uma história conhecida por todos, muito bem recriada no grande filme 'Walk The Line' de James Mangold, produzido por John Carter Cash, de 2005.

Folsom Prison Blues | haverá melhor que isto...o lábio levantado mata-me!

I bet there's rich folks eating in a fancy dining car

they're probably drinkin' coffee and smoking big cigars.




Podia estar aqui completamente entretida a escolher os vídeos...I Walk The Line, Ring of Fire, Jackson,... mas deixo aqui um poquinho de Walk The Line, fazendo uma grande vénia a Joaquin Phoenix - Cocaine Blues at Folsom Prision


When I was arrested I was dressed in black
They put me on a train and they took me back
Had no friend for to go my bail
They slapped my dried up carcass in that county jail


com uma sempre atitude de Homem, um dos meus favoritos...
boom chicka boom - the man in black

the future evil baby!

Fala-se imenso agora de construções hipotéticas de como serão as crianças do futuro, unindo apenas os traços físicos da futura mãe e do futuro pai. Coisas bonitas que assustam muito as pessoas. No entanto, ainda com o relógio biológico claramente avariado, e não fazendo tic-tac, estou claramente na parte da gargalhada!

Ora, temos, primeiramente, o riso demoníaco fenomenal - reparem como pára imediatamente fazendo da criatura que está a falar com ela, uma completa inútil - ADORO!


Seguidamente passamos para o olhar de mau..está perfeito perfeito... quase como a minha pessoa, dura, portanto, 1 segundo - 'the evil look':


Há sempre aquele génio dentro de nós! E, portanto, um Einstein! Qualquer coisa de fenomenal! Buahahahahah - Oh pó génio!


Finalmente a parte que gosto mais - que é ora lá está....o rugir! Parece o Marlon Brando! Quase 3 minutos de rugir intenso...está muito bom!


estou tão fascinada! lol

the blackberry - o processo de evolução!




Mais uma fase concluída - composta por desesperos, muita palermice e muita coisa gostosa e boa à mistura.

O amarelinho e o compasso foram as ajudas preciosas, a calma e os berros outra.

Por isso, hoje, respiro muito melhor.

A todos que amo e que ajudam e retribuem - hum....amoro-vos imenso*

the ship song



We talk about it all night long
We define our moral ground
But when I crall into your arms
Everything comes tumblig down

Come sail your ships around me
And burn your bridges down
We make a little history, baby
Everytime you come around


saudades
acreditem ou não, o meu bilhete reluz

all I need


If nothing is safe then I don't understand
You touch my lips and grap the back of my hand

The back of my hand

Nada surge por acaso nos passos incertos - a cabeça diz que é simplesmente um pé à frente do outro [fosse tudo tão linear...].
Quando a janela é aberta, é preciso deixar o vento entrar, ou então saltar sem medo, porque quando as portas se trancaram, a janela foi clemente para connosco. A sensação de fechar os olhos e acompanhar o vento, perdido na confusão de correntes. Por entre chaves perdidas, e linhas tracejadas, o sabor permanece tão bom como quando voava. 'Até ao sempre' será durante uma vida, a expressão mais pura colocada nos lábios de quem profere o amor, com verdade.

Quando o céu perde as estrelas - perdi a conta da quantidade de vezes que as contei, só para ter a certeza que lá realmente estavam. Ingratas, escondem-se agora, com receio que as maltrate, só por me terem trapaceado. E ainda assim, não perco a vontade de subir para junto delas. Ainda assim não perco a vontade.

If everything we've got is slipping away
I meant what I said when I said until my dying day

I'm holding on to you, holding on to me

Maybe it's all gone black but you're all I see

You're all I see


Uma rocha sedimentada num peito, que luta as intempéries do clima - um vento que se perde no espaço já tão familiar. As palavras esgotam-se, e a rocha cada vez é mais segura. Os pontos de interrogação perderam-se, entretanto, na confusão das chaves. A linha tracejada é definida, mas com tão pouca tinta... As portas na mesma fechadas, janelas com uma frincha, mas uma ainda está aberta, e o vento entra por ela. Há chaves mestras?!

If everything we've got is blowing away
We've got a rock and a rock till our dying day
I'm holding on to you, holding on to me
Maybe it's all we got, but it's all I need
You're all I need


A feitiçaria que roubei - esqueci-me de um ingrediente. Não consigo achá-lo, nem sei qual é o que se usa para desfazê-la. A princesa deixou-se atacar pelos dragões, sem força para se defender, e ficou encurralada na torre. Espera pelo príncipe.

Faz-me um favor, e tira as nuvens da frente das estrelas.

Sem qualquer significado, estas letras cuspidas que constroem textos amargos, carregados de saudade, e repletos de gostar - sem significado algum, se chega para lutar - 'só preciso de ti'.

And if all we've got, is what no one can break
I know I love you, if that's all we can take